Bem vindo ao ISUPE - Ekuikui II

O teu sítio é no ISUPE

Sobre NósLicenciaturas

Apresentação

HISTÓRIA

O projecto de criação de uma instituição de ensino superior no Huambo surgiu aos seus promotores nos primeiros anos do século XXI e foi concretizada junto do então Ministério do Ensino Superior da Ciência e Tecnologia, em 2009.

Instituto Superior Politécnico de Humanidades e Tecnologias – ISUPE-EKUIKUI II  é, de acordo com a lei, titulado por uma sociedade denominada SOLPREC – Sociedade Lusófona de Promoção do Ensino e da Cultura, Limitada, entidade jurídica de direito angolano, legalmente constituída a 2 de Março de 2005, matriculada no 3º Cartório Notarial da Comarca de Luanda, com pacto social publicado no Diário da República n.º 57, IIIª Série, de 13 de Maio de 2005, e sede na Av. Rei Ngeleo, Bairro de Fátima – Huambo

SOLPREC, Lda. é uma sociedade, que integra capital angolano e português, associada ao “Grupo Lusófona”, maior grupo de ensino privado português.

O ISUPE-EKUIKUI II é, assim, a única instituição de ensino superior angolana com ligação directa e exclusiva a um grupo de ensino universitário português – o Grupo Lusófona.

O ISUPE-EKUIKUI II foi a primeira instituição, no âmbito do ensino superior privado, a funcionar na província do Huambo.

Os diplomas legais, que autorizam o funcionamento do ISUPE-EKUIKUI II e de aprovação dos seus cursos são os seguintes:

  • Decreto Presidencial n.º 47, de 4 de Julho de 2011, Despacho n.º 82/17, de 24 de Fevereiro;
  • Decreto Executivo n.º 222/17, de 17 de Abril.

O ISUPE-EKUIKUI II começou por leccionar 6 (seis) cursos, tendo, em 2012, aumentado para 11 (onze), e, no ano seguinte, para 13 (treze) cursos, cujo número e designação se mantém, sem prejuízo de actualizações efectuadas nos planos de estudos de alguns deles.

Em matéria de graus académicos, onze cursos conferem o grau de licenciatura; dois cursos são bi-etápicos, conferindo o grau de bacharelato e licenciatura.

Aguarda-se o deferimento de 2 (dois) cursos de mestrado, cujo início de funcionamento se prevê ocorra no próximo ano lectivo de 2019.

 

MISSÃO

 

A missão do ISUPE-EKUIKUI II é investir num processo de ensino e aprendizagem, que capacite os seus alunos, para responderem às necessidades e expectativas do mercado de trabalho  e da sociedade em geral, com competências para formular, sistematizar e socializar conhecimentos nas áreas em que serão formados.

ISUPE-EKUIKUI II dedica-se à criação, transmissão e difusão de ciência, tecnologia e cultura, realizando-os pelo ensino, investigação e prestação de serviços nos seus vários domínios científicos e tecnológicos, sempre numa perspectiva interdisciplinar, em ordem ao desenvolvimento económico e social da República de Angola, especialmente da região onde se insere – o Huambo.

Os órgãos do ISUPE-EKUIKUI II laboram de forma continua no processo de ensino e de aprendizagem, sobretudo ao nível das iniciativas académicas, que desenvolve, para aumentar a qualidade do ensino, e, assim, dotar os alunos de um conjunto de ferramentas indispensáveis, para responderem às necessidades e expectativas do mercado de trabalho.

ISUPE-EKUIKUI II, enquanto agente promotor de educação, prossegue uma política rigorosa, sólida e organicamente articulada com o seu Projecto Educativo, pretendendo ser uma referência para o ensino superior na Província do Huambo e no país. E, nesta medida, as relações dinâmicas que estabelece com a comunidade, em geral, e com o mercado de trabalho, em particular, são anunciadoras da importância do papel social do ISUPE-EKUIKUI II, bem como do seu campo de actuação.

A importância da Educação para o desenvolvimento de uma sociedade deixa ao ISUPE-EKUIKUI II a difícil tarefa de colmatar a crescente necessidade de profissionais qualificados na província do Huambo, através de uma aposta forte no ensino superior, assente no equilíbrio entre o desenvolvimento técnico e humanístico e a visão sistémica do estudante, mas que não descura a investigação, nem a prestação de serviços à comunidade, com vista a agilizar a integração dos futuros diplomados no mercado de trabalho.

O processo formativo deve, pois, abranger uma série de compromissos com a realidade social já que o formando, enquanto sujeito, participa na sua construção qualitativa, ao mesmo tempo em que, assumindo o exercício profissional, acaba por contribuir para a resolução dos problemas locais e regionais.

Para realizar esta missão o ISUPE-EKUIKUI II parte do pressuposto que, enquanto agente promotor de ensino superior, deve ser possuidor de uma política de graduação rigorosa, sólida e articulada organicamente a um projeto de sociedade orientada para as múltiplas e redobradas exigências do século XXI.

 

FINALIDADES

ISUPE-EKUIKUI II tem como finalidades a promoção do ensino, sob múltiplas formas e graus, a ciência e a cultura geral, e designadamente:

  1. i)      Estimular a criação cultural e o desenvolvimento do espírito científico e do pensamento reflexivo;
  2. ii)    Formar diplomados nas diferentes áreas de conhecimento, aptos para a sua inserção nos respectivos sectores profissionais e para a participação no desenvolvimento da sociedade angolana;

iii)   Incentivar o trabalho de pesquisa e investigação científica, visando o desenvolvimento da ciência e da tecnologia e da criação e difusão da cultura e, desse modo, contribuir para o desenvolvimento do homem e do meio em que vive;

  1. iv)   Promover a divulgação de conhecimentos culturais, científicos e técnicos que constituem património da humanidade e comunicar o saber por meio do ensino, da publicação ou de outras formas de comunicação;
  2. v)    Suscitar o desejo permanente de aperfeiçoamento cultural e profissional e possibilitar a correspondente concretização, integrando os conhecimentos que vão sendo adquiridos numa estrutura intelectual sistematizadora do conhecimento de cada geração;
  3. vi)   Estimular o conhecimento dos problemas do mundo presente, em particular os nacionais e regionais, prestar serviços especializados à comunidade e estabelecer com esta uma relação de reciprocidade; e,

vii) Promover a extensão, aberta à participação da população, visando a difusão das conquistas e benefícios resultantes da criação cultural e da pesquisa científica e tecnológica geradas na instituição.

 

OBJECTIVOS

 

A consolidação do Projecto Educativo do ISUPE-EKUIKUI II está patente quer na qualidade do ensino que oferece, quer na excelência do quadro de professores especializados, de forma constante preocupados com a atualização dos conteúdos programáticos e das bibliografias, ao que se alia a forte aposta na melhoria e adaptação das infraestruturas do Institucional e na abertura para a discussão de propostas enquadradas no Plano de Desenvolvimento.

ISUPE-EKUIKUI II rege-se pelos princípios da construção do saber, da flexibilidade curricular e da interdisciplinaridade, como pilares essenciais para a aquisição de aprendizagens significativas, contribuindo para a autonomia intelectual e profissional. Desse modo, o ISUPE-EKUIKUI II articula a qualificação técnica com a qualificação social e reafirma a sua missão na produção e na difusão do conhecimento, assim como o compromisso com o avanço e as transformações da realidade local e nacional.

Para o efeito, o ISUPE-EKUIKUI II segue uma política que aposta na valorização constante dos seus recursos humanos e materiais, consubstanciando este propósito na qualidade dos seus profissionais e dos seus formandos, bem como na excelência das instalações que oferece, as quais têm a dignidade de um campus universitário comparável aos campus semelhantes existentes na Europa e nos E.U.A.

ISUPE-EKUIKUI II pretende conquistar a excelência na educação, pelo que a comunidade académica, especialmente os gestores da SOLPREC, tudo fazem no seu dia-a-dia para tornar possível a concretização destes ideais.

Neste contexto, o  ISUPE-EKUIKUI II, na prossecução dos seus objectivos, tem os seguintes princípios fundamentais:

  1. Assegurar uma formação humana, cultural, profissional, científica e técnica, de acordo com os melhores padrões internacionais;
  2. Organizar cursos conducentes à obtenção dos graus académicos de bacharelato, licenciatura, mestrado e doutoramento, nos termos da Lei;
  3. Desenvolver atividades de investigação científica, tecnológica e de inovação;
  4. Promover atividades de ensino, extracurriculares e de formação profissional;
  5. Promover a extensão universitária, numa perspetiva de prestar serviços à comunidade e de valorização recíproca;
  6. Conservar e valorizar o seu património científico, cultural, artístico e natural;
  7. Promover o intercâmbio cultural, científico e técnico com instituições congéneres nacionais e estrangeiras e demais instituições vocacionadas para o desenvolvimento da ciência e da tecnologia;
  8. Contribuir, no seu âmbito de atividade, para a cooperação internacional e aproximação entre os povos;
  9. Manter a independência em relação a qualquer força ou instituição política, social, económica ou religiosa;
  10. Atribuir graus e títulos académicos;
  11. Conceder certificados e diplomas;
  12. Atribuir graus e títulos honoríficos;
  13. Conceder equivalências de estudos, para integração curricular de candidatos provenientes de outras Instituições de Ensino Superior do País e do exterior;
  14. Promover a mobilidade académica dos docentes, investigadores, técnicos administrativos e discentes, a nível nacional e internacional;
  15. Garantir a liberdade académica, a  criação científica, cultural e tecnológica;
  16. Promover o espírito empreendedor na estruturação dos planos curriculares na formação por si ministrada;
  17. Promover e acompanhar a inserção e a carreira dos diplomados no mercado de trabalho.

ORGANIZAÇÃO

A primeira responsável pela criação, funcionamento e desenvolvimento do ISUPE-EKUIKUI II é a sua entidade instituidora – a sociedade Solprec, Lda.

Os órgãos executivos do ISUPE-EKUIKUI II são o Director-Geral e o Secretário-Geral.

Os órgãos colegiais do ISUPE-EKUIKUI II são os seguintes:

a Assembleia, o Conselho de Direcção, o Conselho Científico e o Conselho Pedagógico.

A unidade orgânica base da estrutura do ISUPE-EKUIKUI II é o Departamento, o qual agrega os cursos em funcionamento, por áreas de saber.

Instalações

Cursos

Escolha o curso para ver informações

ACS

Licenciatura em Análises Clínicas e Saúde Pública

 Apresentação:

O licenciado em Análises Clínicas e Saúde Pública desempenha um importante papel nos cuidados de saúde atuais, ajudando a preservar a saúde e prevenir e/ou combater a doença no indivíduo e na comunidade. Trabalha em equipas multidisciplinares no rastreio e diagnóstico da doença, na avaliação da efetividade do tratamento, na monotorização e controlo de terapêuticas/drogas e alimentos, na pesquisa das causas e curas da doença no âmbito da Patologia Clinica, Hamtologia Clinica, Imunohematologia, Genética, Biologia Molecular, Saúde Publica, Imunologia e Microbiologia.

Atendendo ao elevado custo envolvidos na prestação destes serviços, o licenciado em Análises Clínicas e Saúde Pública deve estar preparado para assegurar, de forma racional, a gestão, o aprovisionamento, a manutenção e o controlo do material e do equipamento com que trabalha – porque as técnicas utilizadas em laboratórios requerem a utilização de aparelhagem e equipamentos

Objetivos:

A formação do licenciado em Análises Clínicas e Saúde Pública centra-se na abordagem multidisciplinar ao estudo da condição humana, na saúde e na doença, com o objetivo da aquisição de conhecimentos e competências sobre a forma como as doenças se desenvolvem e de que modo afetam as funções normais do corpo humano.

Competências:

O licenciado em Análises Clínicas e Saúde Pública é um profissional qualificado com preparação académica de nível superior apto para:

  • Conceber, planear, realizar, avaliar e controlar o processo do seu trabalho para o validar, ou seja, deverá possuir os conhecimentos e competências necessários à prestação de um serviço de diagnóstico efetivo;
  • Avaliar e interpretar tecnicamente os resultados, integrar dados e resolver problemas;
  • Recolher, processar e analisar as espécimes biológicas;
  • Controlar e garantir a qualidade e desenvolvimento de novos métodos de análise e procedimentos diretamente associados com a investigação laboratorial;
  • Realizar procedimentos laboratoriais complexos.

Saídas Profissionais

Os licenciados em Análises Clínicas e Saúde Pública têm acesso à carreira de Técnicos de Diagnóstico e Terapêutica – Análises Clínicas e Saúde Pública, podendo exercer a sua atividade profissional em instituições público e privadas como:

  • Unidades Hospitalares públicas e privadas;
  • Laboratórios de Análises Clínicas e Serviços de Patologia Clínica;
  • Laboratórios de ensino universitário – professores ou investigadores;
  • Laboratório de análise de alimentos e águas;
  • Laboratório de controlo de qualidade (Indústria química e agroalimentar);
  • Centros de saúde;
  • Centros de diagnóstico;
  • Centros de toxicologia/reabilitação;
  • Delegados comerciais;
  • Todo e qualquer serviço cuja atividade esteja directamente relacionada com a Saúde Pública.

Planos de estudos

1º Ano 1º Ano
1º Semestre 2º Semestre
Biologia Celular Anatomia Funcional e Histologia Elementar
Física e Elementos de Biofísica Biomatemática e Estatística
Introdução ao Pensamento Contemporâneo Ética e Deontologia (Introdução à Profissão)
Matemática Int. à História da Saúde e da Cultura Contemporânea
Química Analítica Métodos Analíticos I
Química Orgânica Microbiologia Geral
Técnicas de Laboratório
2º Ano 2º Ano
1º Semestre 2º Semestre
Bioquímica Geral Bioquímica Clínica I
Biologia Molecular Bromatologia
Fisiologia Humana Hidrologia
Informática I Informática II
Métodos Analíticos II Introdução à Psicologia e Comunicação
Saúde Pública Imunologia
Sociologia da Saúde Parasitologia
Virologia
3º Ano 3º Ano
1º Semestre 2º Semestre
Bioquímica Clínica II Boas Práticas Laboratoriais
Estágio Estágio
Fisiopatologia Higiene e Segurança
Hematologia Métodos Analíticos III
Microbiologia Aplicada Micologia
4º Ano 4º Ano
1º Semestre 2º Semestre
Metodologia Estatística e Epidemiológica Análises de Aplicação Veterinária
Toxicologia Geral Biotecnologia Industrial
Semiologia Laboratorial Garantia da Qualidade
Saúde Animal Genética Humana
Técnicas Avançadas de Citologia e Histologia Hemoterapia
Análise de Medicamentos Investigação Aplicada II
Investigação Aplicada I Organização e Gestão de Dados e Informação

CCM

Licenciatura em Ciências da Comunicação

A) Ramo de Marketing, Publicidade e Relações Públicas e B) Ramo de Jornalismo

Apresentação

A licenciatura em Ciências da Comunicação está organizada de modo a permitir aos alunos, após a aquisição de uma formação de base sólida, escolham no 4º ano um dos ramos de especialização, “Comunicação Aplicada, Marketing Publicidade e Relações Públicas” ou “Jornalismo” oferecendo-se uma forte componente prática orientada para a aquisição de competências específicas.

Objetivos

A licenciatura em Ciências da Comunicação tem como principal objetivo formar especialistas aptos a apresentar e analisar informação, nomeadamente em ordem ao suporte à tomada de decisão, à promoção e ao desenvolvimento de atividades de marketing e comunicação, ao nível conceptual e abstrato, no contexto de atividades de gestão da comunicação, quer em organizações públicas quer em organizações privadas, e jornalistas, reportes e assessores de imprensa.

 

Competências

a)   Ramo de Comunicação Aplicada, Marketing Publicidade e Relações Públicas b)     Ramo de Jornalismo
·       Conceber a estratégica de campanhas de marketing para empresas, organizações públicas ou privadas e instituições sem fins lucrativos;

·       Conceber, desenvolver, implementar e controlar as estratégias comunicacionais das organizações;

·       Gerir recursos humanos, técnicos e financeiros envolvidos nas ações de comunicação e marketing;

·       Desenvolver processos criativos aplicados ao mundo empresarial;

·       Organizar e promover eventos relacionados com os produtos ou serviços da organização.

·       Adquirir os principais conteúdos teóricos e práticos em Jornalismo e Comunicação;

·       Conhecer as áreas fundamentais de intervenção do Jornalismo e as suas especializações;

·       Ser capaz de selecionar literatura apropriada, demonstrando compreensão completa e crítica relativamente a conteúdos, contexto, objetivos, qualidade de informação, bem como a sua interpretação e aplicação;

·       Ser capaz de empregar metodologias de estudo próprias da sua área de formação, no registo e na análise de factos;

·       Ser capaz de pensar autonomamente, desempenhar tarefas e propor soluções na resolução de problemas no âmbito da sua área de formação.

Saídas Profissionais

  • Diretor de comunicação e imagem
  • Diretor de marketing, publicidade e relações públicas
  • Funções em agências de publicidade e em gabinetes de relações públicas; Funções de consultadoria em comunicação e imagem; Funções em projetos dos departamentos de comunicação e imagem na administração pública central e local.
  •  Planeador de meios e audiências
  • Publicitário/Relações públicas
  • Consultor em comunicação empresarial
  •  Assessor de comunicação pública, política e institucional
  •  Editor e Jornalista (imprensa, rádio, televisão e digital)
  •  Realizador/produtor de televisão, rádio e multimédia.

Planos de estudos

1º Ano
1º Semestre 2º Semestre
História dos Meios de Comunicação Arte Cultura e Comunicação
Introdução à Computação Técnicas de Expressão Escrita II
Metodologias de Análise da Imagem História do Jornalismo
Redação Jornalística Introdução ao Marketing
Sociologia dos Meios de Comunicação Metodologias de Análise do Discurso e do Texto
Técnicas de Expressão Escrita I Teorias e Modelos de Comunicação
2º Ano
1º Semestre 2º Semestre
Computação da Imagem Digital Cibercultura
Géneros Jornalísticos Computação Multimédia e Interactvidade
Escrita Criativa Comunicação Interna
Gestão da Comunicação Cultura, Redes e Globalização
Política e Comunicação Responsabilidade Social dos Media
Teoria dos Media Retórica e Argumentação nas Organizações
3º Ano
1º Semestre 2º Semestre
Design Cultura Visual
Inglês para a Comunicação I Direito e Ética da Comunicação
Introdução ao Pensamento Contemporâneo Inglês para a Comunicação II
Marketing Operacional Macro Economia
Planeamento de Meios Marketing Internacional
Processos Criativos Teoria do Marketing
4º Ano
TRONCO COMUM
1º Semestre 2º Semestre
Atelier de Relações Publicas Semiótica
Métodos de Pesquisa e Investigação
RAMO DE MARKETING, PUBLICIDADE E RELAÇÕES PÚBLICAS
7º Semestre 8º Semestre
Estudos de Mercado (I e II) Atelier de Publicidade
Marketing Estratégico Atelier de Marketing
Marketing e Comunicação Web
Teoria da Publicidade
Teoria das Relações Publicas
RAMO JORNALISMO
1º Semestre 2º Semestre
Jornalismo Digital Jornalismo Televisivo
Jornalismo Económico Jornalismo e Instituições Mundiais
Jornalismo Político Seminário de Jornalismo
Jornalismo Radiofónico
Jornalismo de Investigação
Teorias do Jornalismo
CED

Licenciatura em Ciências da Educação

Apresentação

A Licenciatura em Ciências da Educação assenta numa formação essencialmente compreensiva, fundamentadora e habilitadora da interpretação qualificada do fenómeno educativo, em toda a sua diversidade e amplitude, capacitando para as múltiplas intervenções possíveis. Isto implica a necessidade de preparar os licenciados também numa dimensão profissionalizante ou pré-profissionalizante.

Objetivos

A Licenciatura em Ciências da Educação tem por vocação uma formação de “banda larga”, essencialmente potenciadora de competências de intervenção em múltiplas áreas formativas, visando que com o grau de Licenciado se desenvolva um conjunto coerente e articulado de competências que deverão capacitar para um leque diversificado de actividades profissionais.

Competências

A Licenciatura em Ciências da Educação pretende formar profissionais com competências para actuar nos campos da educação e formação, com capacidade para intervir em contextos de educação formal e de educação não formal com crianças dos zero aos doze anos, designadamente ao nível da educação escolar nos ensinos primário e médio, da formação profissional e da animação cultural e pedagógica, bem como em outros campos de apoio à acção educativa realizada em outros espaços de educação.

Saídas Profissionais

De acordo com os objetivos de formação os licenciados em ciências da educação possuem formação para intervir:

  • na Administração Central, regional e desenvolvimento local;
  •  nos estabelecimentos de ensino, na direção, na assessoria;
  • na alfabetização, animação comunitária, educação familiar, formação de adultos;
  • na formação profissional de jovens e adultos;
  • na organização, gestão e administração escolar
  • nos centros e gabinetes de formação;
  • nos centros de recursos educativos;
  • nas práticas socioeducativas associadas ao trabalho, à saúde, aos tempos livres;
  • no sistema da Justiça, nos estabelecimentos prisionais, na reinserção social;
  • nos meios de comunicação social;
  • no ensino e investigação.

Saídas Profissionais

A licenciatura em Ciências Informáticas e da Administração formar profissionais para responder às necessidades organizacionais, através da formação de base em tecnologias da informação – information technologies – e sistemas de informação – information systems e que estão capacitados a integrar qualquer departamento de gestão e direcção, designadamente:

  • Direções de sistemas de informação, jogando nesse ambiente o seu papel central de elemento de ligação entre a Direcção da Empresa e os tecnólogos
  •  Conhecedor as metodologias de gestão e de projecto de sistemas de informação
  •  Consultor / Auditor de gestão;
  •  Direcção de projectos de desenvolvimento de sistemas de informação para apoio às actividades de gestão.
  • Promotor e gestor da mudança nas organizações.

Planos de estudos

1º Ano
1º Semestre 2º Semestre
Expressão Motora I Expressão Motora II
Introdução ao Pensamento Contemporâneo Introdução aos Estudos Africanos II
Introdução aos Estudos Africanos I Língua Portuguesa e Cultura Lusófona II
Língua Portuguesa e Cultura Lusófona I Literatura para a Infância
Matemática I Matemática II
Psicologia Educacional I Psicologia Educacional II
Teoria e Desenvolvimento Curricular I Teoria e Desenvolvimento Curricular II
2º Ano
1º Semestre 2º Semestre
Expressão Plástica I Expressão Plástica II
Geografia de Angola I Geografia de Angola II
Língua Portuguesa e Cultura Lusófona III Língua Portuguesa e Cultura Lusófona IV
Matemática III Matemática IV
Psicologia do Desenvolvimento I Psicologia do Desenvolvimento II
Relação Pedagógica I Relação Pedagógica II
3º Ano
1º Semestre 2º Semestre
Ciências da Natureza I Ciências da Natureza II
Expressão Musical I Expressão Musical II
História I História II
Língua Portuguesa e Cultura Lusófona V Língua Portuguesa e Cultura Lusófona VI
Matemática V Necessidades Especiais de Aprendizagem
Tecnologia Educacional I Tecnologia Educacional II
4º Ano
TRONCO COMUM
1º Semestre 2º Semestre
Metodologias de Investigação Científica I Metodologias de Investigação Científica II
Formação de Professores

variante de Ensino de Matemática e de Ciências da Natureza

1º Semestre 2º Semestre
Didáctica das Ciências da Natureza Conceitos de Geometria
Ecologia e Ambiente Didáctica da Matemática
Fisiologia Animal e Vegetal Introdução à Investigação Educacional
Fisiologia Humana Prática Pedagógicas da Matemática
Prática Pedagógicas das Ciências da Natureza Probabilidades e Estatística
Formação de Professores

variante de Ensino de Português, de História e das Ciências Sociais

1º Semestre 2º Semestre
Didáctica do Português Didática da História e da Geografia
Geografia da População História Geral
Geografia Física Introdução à Investigação Educacional
Prática Pedagógica do Português Prática Pedagógica da Hist. e da Geografia
Técnicas de Expressão Oral e Escrita Pré-História
CFA

Licenciatura em Contabilidade, Fiscalidade e Auditoria

Apresentação

A Contabilidade é actualmente uma forma de identificar, mensurar e comunicar informação patrimonial para que sejam tomadas decisões pelos decisores bem como de todos os interessados.

A Fiscalidade é um instrumento de realização de receitas e concretização de políticas económicas, sociais e política e é uma área de grande interesse e actualidade, por vezes bastante complexo. Uma gestão eficaz é um elemento importante para a criação de valor.

A Auditoria como função de certificação, tem por objectivo estabelecer e manter a integridade da informação financeira. Para ser especialista de auditoria é necessário uma boa preparação em teoria e prática contabilística e, acessoriamente, em matérias afins, das quais uma delas é a fiscalidade, o direito das sociedades e outras.

Objetivos

O objectivo principal da licenciatura em Contabilidade, Fiscalidade e Auditoria é a preparação específica de recursos humanos nestas três áreas de saber, sem olvidar outras matérias que lhe sejam úteis colmatando assim a ausência de especialização das licenciaturas gerais de gestão.

Competências

A licenciatura em Contabilidade, Fiscalidade e Auditoria forma indivíduos aptos a exercerem atividade profissional no domínio da contabilidade, fiscalidade e auditoria, com particular destaque para as funções em contexto empresarial inerentes a estes domínios implicando isso:

  • Saber aplicar os conhecimentos em ambientes práticos;
  • Ser capaz de relacionar os métodos com as práticas;
  • Ser capaz de entender os modelos teóricos subjacentes às práticas e opções das normas contabilísticas e regras fiscais.

Saídas Profissionais

Os licenciados em Contabilidade, Fiscalidade e Auditoria estão aptos a desenvolver actividade profissional como:

  •  Gestores de empresas e outras entidades;
  •  Directores financeiros;
  •  Chefes de contabilidade;
  •  Responsáveis pela gestão fiscal de empresas;
  •  Auditores, revisores oficiais de contas;
  •  Quadros na Administração Fiscal;
  •  Consultores nas áreas da contabilidade e fiscalidade;
  •  Empresários por conta própria;
  • Técnicas contas;
  •  Docentes;
  • Investigadores.

PLANO DE ESTUDOS

1º Ano
1º Semestre 2º Semestre
Contabilidade Geral e Financeira I Contabilidade Geral e Financeira II
História Económica de Angola Introdução à Gestão II
Introdução à Gestão I Matemática II
Matemática I Organização e Estrutura da Empresa
Técnicas de Expressão Escrita I Técnicas de Expressão Escrita II
2º Ano
1º Semestre 2º Semestre
Cálculo Financeiro Contabilidade Geral e Financeira IV
Contabilidade Geral e Financeira III Direito Comercial e das Sociedades
Estatística I Estatística II
Fiscalidade I Fiscalidade II
Introdução ao Direito Introdução ao Pensamento Contemporâneo
3º Ano
1º Semestre 2º Semestre
Contabilidade Bancos e Seguros Ética e Deontologia
Contabilidade de Gestão I Auditoria Financeira I
Contabilidade Geral e Financeira V Contabilidade de Gestão II
Direito Trabalho Contabilidade Geral e Financeira VI
Fiscalidade III Informática II
Informática I Técnicas e Gestão de Risco
4º Ano
1º Semestre 2º Semestre
Auditoria Financeira II Análise de Investimentos
Contabilidade Pública I Auditoria Financeira III
Controlo de Gestão Contabilidade Pública II
Projeto I Projeto II
CIA

Apresentação

A Licenciatura em Ciências Informáticas e da Administração é um curso de banda larga, que pretende formar um profissional multifacetado, com um papel fundamental de intermediação entre as necessidades da gestão empresarial e os sistemas de informação que lhe servem de suporte. A sua formação multifacetada coloca-o numa posição privilegiada para ser o motor da evolução tecnológica das organizações, fornecendo as perspectivas e as soluções adequadas às aspirações de modernidade das organizações em que venha a intervir.

Objetivos

A formação em Ciências Informáticas e da Administração privilegia diversas áreas do saber (planeamento, desenvolvimento e avaliação de sistemas, redes de dados, sistemas operativos), com vista a um excelente domínio das tecnologias que mais diretamente suportam as áreas de gestão e as bases de dados.

Este licenciado necessita de profundos conhecimentos de gestão das organizações, que lhe permitam compreender as necessidades destas, para poder definir, defender e levar a cabo a implementação das melhores soluções, com uma clara avaliação de custos e benefícios das possíveis soluções alternativas.

Competências

A licenciatura em Ciências Informáticas e da Administração envolve um conjunto de matérias de formação elementar, de base e especializada, que conferem ao futuro profissional as seguintes competências:

  • Dominar os conhecimentos científicos e técnicos de modo a conseguir analisar, conceptualizar, modelar, produzir e operar os sistemas aplicativos informáticos;
  • Liderar, negociar e gerir consensos, para levar a cabo o seu papel de intermediação entre gestão e tecnologia de sistemas de informação;
  • Ser capaz de desenvolver excelentes capacidades de relacionamento interpessoal e de comunicação, assim como de direcção de pessoas;
  • Ser detentor de excelentes capacidades de prototipagem rápida e de desenho de modelos, de análise de impacto organizacional e de custos das soluções de gestão.

Saídas Profissionais

A licenciatura em Ciências Informáticas e da Administração forma profissionais para responder às necessidades organizacionais, através da formação de base em tecnologias da informação – information technologies – e sistemas de informação – information systems – e que estão capacitados a integrar qualquer departamento de gestão e direcção, designadamente:

  • Direções de sistemas de informação, jogando nesse ambiente o seu papel central de elemento de ligação entre a Direcção da Empresa e os tecnólogos;
  • Conhecedor as metodologias de gestão e de projecto de sistemas de informação;
  • Consultor / Auditor de gestão;
  • Direcção de projetos de desenvolvimento de sistemas de informação para apoio às actividades de gestão;
  • Promotor e gestor da mudança nas organizações.

Plano de Estudos

1º Ano
1º Semestre 2º Semestre
Matemática I Matemática II
Fundamentos de Programação Linguagens de Programação I
Arquitectura de Computadores Técnicas de Expressão e de Comunicação
Psicosociologia das Organizações Teoria e Prática de Marketing
Instrumentos de Gestão Ética Socioprofissional
2º Ano
3º Semestre 4º Semestre
Linguagens de Programação II Rede de Computadores
Sistemas Operativos Bases de Dados
Sistemas de Informação Multimédia Cálculo Financeiro
Contabilidade Probabilidades e Estatística
Álgebra Linear Computação Gráfica
3º Ano
5º Semestre 6º Semestre
Análise e Concepção de Sistemas Engenharia de Software
Sistemas de Suporte à Decisão Motivação e Liderança
Arquitectura de Sistemas Empresariais Sistemas Móveis Empresariais
Investigação Operacional Gestão Financeira
Inteligência Artificial Int. Pensamento Contemporâneo
4º Ano
7º Semestre 8º Semestre
Trabalho de Fim de Curso I Trabalho de Fim de Curso II
Data Minning Controlo de Gestão
Modelos Organizacionais Auditoria de Sistemas de Informação
Gestão de Projecto Direito Comercial
DTO

Licenciatura em Direito

Apresentação

O Curso de licenciatura em Direito constitui para todos os que o frequentarem uma garantia de edificação e progressivo amadurecimento científico-prático, sobrelevando o inegável mérito de se encontrar vocacionado para a formação nos mais diversos campos profissionais.

Objetivos

Os objetivos da licenciatura em Direito são propiciar educação jurídica assente nas disciplinas propedêuticas dos saberes orientados para a Justiça, designadamente com início nas disciplinas formativas de dimensão cultural necessárias para uma compreensão integral dos contextos em que é criado e aplicado o Direito, requerendo assim uma aprendizagem teórica e doutrinária só depois concretizada em especialidades e casos concretos.

Nesta medida, o plano de estudos da licenciatura em Direito cobre áreas estratégicas consideradas fundamentais para formar profissionais habilitados para o exercício das variadas profissões jurídicas.

Competências

A licenciatura em Direito tem como competências gerais, designadamente:

  • Capacidade heurística de análise de textos e peças legislativas;
  • Capacidade de interpretação e escrita de peças de natureza jurídica;
  • Capacidade de articulação entre o saber e informação específica do campo do direito e os saberes de outros domínios como, por exemplo, o económico;
  • Capacidade de pesquisar e interpretar informação disponível em bases de dados electrónicas;
  • Capacidade de apresentar e submeter informação de forma oral;
  • Capacidade argumentativa e discursiva;
  • Competências formais de análise e generalização da informação recebida.

Este conjunto de competências visa introduzir grandes quadros de pensamento e raciocínio, do “saber fazer”, para efeitos de, no mercado de trabalho, os estudantes poderem reconhecer um facto social carecido de intervenção jurídica e determinar a ou as vias de solução que se abrem para a sua resolução e a atuação em conformidade.

Saídas Profissionais

O curso de Direito confere as seguintes saídas profissionais

  • Advocacia, regida pela Ordem dos Advogados;
  • Registos e Notariado;
  •   Magistratura (magistrados, Ministério Público, Juízes);
  •   Diplomacia;
  •    Serviço de Estrangeiros e Fronteiras;
  •   Departamento de Investigação Criminal;
  • Técnico Superior da Administração Pública;
  •  Jurisconsulto;
  • Organizações Internacionais;
  •  Carreira universitária.

PLANO DE ESTUDOS

1º Ano
1º Semestre 2º Semestre
Ciência Política e Direito Constitucional I Ciência Política e Direito Constitucional II
Economia Política I Economia Política II
Filosofia do Direito e Metodologia Jurídica I Filosofia do Direito e Metodologia Jurídica II
História do Direito I História do Direito II
Introdução ao Direito I Introdução ao Direito II
Noções Elementares Latim Jurídico Língua Portuguesa I
2º Ano
1º Semestre 2º Semestre
Direito Administrativo I Direito Administrativo II
Direito Comercial e das Sociedades I Direito Comercial e das Sociedades II
Direito do Trabalho I Direito da Família
Direito Penal I Direito do Trabalho II
Finanças Públicas e Direito Financeiro Direito Penal II
Língua Portuguesa II Língua Portuguesa III
Teoria Geral do Direito Civil I Teoria Geral do Direito Civil II
3º Ano
1º Semestre 2º Semestre
Contencioso Administrativo Direito das Obrigações II
Direito das Obrigações I Direito Internacional Público II
Direito Internacional Público I Direito Processual Civil II
Direito Penal III Direito Processual Penal I
Direito Processual Civil I Retórica e Hermenêutica do Texto Jurídico
Língua Portuguesa IV Direito Fiscal
4º Ano
1º Semestre 2º Semestre
Direito das Sucessões-I Direito das Sucessões-II
Direito Internacional Privado I Direito Internacional Privado II
Direito Processual Civill III Direito Reais II
Direito Processual Penal II Medicina Legal
Direito Reais I Metodologia de Investigação Científica
Registos e Notariado Práticas Forenses
5º Ano
TRONCO COMUM
1º Semestre 2º Semestre
Ética e Deontologia I Ética e Deontologia I
RAMO PRIVADO-EMPRESARIAL
Direito Bancário e dos Seguros I Direito Bancário e dos Seguros II
Direito do Comércio Internacional I Direito do Comércio Internacional II
Direito dos Contratos I Direito dos Contratos II
Direito Fiscal e Contencioso Tributário I Direito Fiscal e Contencioso Tributário II
Princípios Gerais de Contabilidade I Princípios Gerais de Contabilidade II
RAMO PÚBLICO-ADMINISTRATRIVO
Criminologia I Criminologia II
Direito Autárquico e Contencioso Administrativo e Tributário I Direito Autárquico e Contencioso Administrativo e Tributário II
Direito do Ambiente I Direito do Ambiente II
Direito do Ordenamento do Território e Urbanismo I Direito do Ordenamento do Território e Urbanismo II
Finanças Públicas I Finanças Públicas II
ECG

Licenciatura em Economia e Gestão

Apresentação

A licenciatura em Economia e Gestão introduz um carácter inovador no ensino tradicional com a sua vertente multidisciplinar garantindo assim a formação de gestores de empresas dotados de uma excelente capacidade de inserção no mercado de trabalho.

Objetivos

A licenciatura em Economia e Gestão pretende oferecer uma formação interdisciplinar e pluridisciplinar destinando-se a todos os que queiram desenvolver uma formação, que aliando uma excelente combinação de competências técnicas em diferentes áreas científicas da economia e da gestão, que os prepara as mais diversas carreiras profissionais ligadas às diferentes vertentes da inovação em empresas e outras organizações e, especialmente, para atuarem como agentes de mudança no âmbito das suas atividades.

Competências

O licenciado em Economia e Gestão está apto, entre outras, nos organismos públicos ou nas empresas privadas, a:

  • Gerir ou administrar qualquer ramo de negócio que exija um cargo de direção nas vertentes, entre outras de mercado, recursos humanos e económico-financiera;
  • Analisar e interpretar de modo crítico e sistémico os problemas do dia-a-dia;
  • Analisar com preocupação, rigor e qualidade, e ter iniciativa na resolução de problemas;
  • Apresentar e comunicar informações, ideias, problemas e soluções aos interessados;

 

Saídas Profissionais

Os licenciados em Economia e Gestão estão aptos serem:

  • Economistas;
  • Gestores de Empresas em diversas áreas de atividade, nomeadamente: Banca e Seguros;
  • Consultoria em Instituições Económicas e Financeiras Internacionais;
  • Directores da área financeira / comercial / Recursos Humanos
  • Empresas privadas na indústria e nos serviços;
  • Empresas Públicas; Ensino e pesquisa.
  • Investigadores

PLANO DE ESTUDOS

1º Ano
1º Semestre 2º Semestre
Fundamentos de Gestão Contabilidade e Consolidação de Contas
Contabilidade Geral Análise Matemática
Álgebra e Programação Linear Estatística Descritiva
Microeconomia Macroeconomia
Tecnologias e Sistemas de Informação História e Economia Social
Metodologias de Investigação Científica
2º Ano
3º Semestre 4º Semestre
Cálculo Financeiro Econometria
Inferência Estatística Direito Económico
Marketing Sociologia
Ética, Responsabilidade Social e Cidadania Gestão Estratégica
Contabilidade Analítica Direito do Trabalho
Liderança e Negociação Introdução ao Pensamento Contemporâneo
3º Ano
5º Semestre 6º Semestre
Economia e Finanças Públicas Planeamento e Controlo de Gestão
Gestão Recursos Humanos Gestão das Operações e da Produção
Gestão Financeira Economia Industrial
Economia da Energia e dos Recursos Naturais Economia Angolana e Europeia
Economia Monetária Política Económica
4º Ano
7º Semestre 8º Semestre
Gestão da Qualidade Fiscalidade
Auditoria de Gestão Análise de Investimentos
Economia do Desenvolvimento Instrumentos e Mercados Financeiros
Economia Social Economia e Comércio Internacional
Direito da Empresa Projecto Empresarial e Empreend./Estágio
ECV

Licenciatura em Engenharia Civil

Apresentação

A Licenciatura em Engenharia Civil apresenta um estilo clássico de ensino abrangente, considerando como base o ensino das matérias obrigatórias nesta área da Ciência e Tecnologia, e dando maior destaque às disciplinas da Construção e Gestão da Construção, com o objetivo de direcionar os licenciados para esta área de atividade.

Objetivos

A Licenciatura em Engenharia Civil pretende oferecer uma sólida formação em ciências básicas e em ciências de engenharia bem como uma formação preparatória em ciências de engenharia civil que permita formalizar, analisar e resolver, de uma forma integrada uma grande variedade de problemas básicos nos diversos domínios da Engenharia Civil – estruturas; hidráulica; construções civis, geotecnia, vias de comunicação e planeamento territorial.

Competências

A Licenciatura em Engenharia Civil oferece um conjunto de competências transversais no domínio da comunicação, da aprendizagem, da investigação e do trabalho em equipa. Estas competências  permitirão desenvolver trabalho em equipas multidisciplinares, com elevado sentido de responsabilidade e respeito pelos princípios da ética e deontologia profissional e comunicar de um modo eficiente o conteúdo e a importância do seu trabalho a uma grande variedade de audiências e através de diversos meios de comunicação. Naturalmente incluindo a aplicação prática dos conhecimentos na resolução de problemas, bem como a capacidade de colaborar na gestão de projetos no domínio genérico da Engenharia Civil.

Saídas Profissionais

O licenciado em engenharia civil tem uma sólida formação e reúne um conjunto de competências que lhe  permitem exercer a sua actividade em:

· Empresas de construção civil e obras públicas;

· Gabinetes de projecto de grandes infraestruturas (rodoviárias, ferroviárias, pontes e edifícios);

· Empresas de fiscalização e certificação (água, saneamento, eletricidade, gás e redes viárias);

· Empresas de consultoria e serviços de engenharia;

· Entidade da administração central, regional e local;

· Instituições de Ensino e de Investigação e Desenvolvimento Tecnológico, sendo de salientar as áreas emergentes da reabilitação, construção sustentável, gestão da água e energias renováveis.

PLANO DE ESTUDOS

1º Ano
1º Semestre 2º Semestre
Álgebra Linear e Geometria Analítica Aplicações Informáticas
Desenho Técnico Desenho de Construções Assistido por Computador I
Informática e Micro-Informática Física I
Ingês Técnico I Inglês Técnico II
Matemática I Introdução ao Pensamento Contemporâneo
Química Geral Matemática II
2º Ano
1º Semestre 2º Semestre
Desenho de Construções Assistido por Computador II Arquitetura I
Física II Hidráulica Geral I
Geologia Geral e Aplicada Introdução aos Estudos Africanos II
Introdução aos Estudos Africanos I Investigação Operacional
Matemática III Resistência dos Materiais I
Mecânica Aplicada Sistema de Informação na Construção
Probabilidade e Estatística Topografia
3º Ano
1º Semestre 2º Semestre
Arquitetura II Equipamentos de Construção
Economia e Avaliação Imobiliária Estruturas I
Física das Construções I Física das Construções II
Hidráulica Geral II Hidrologia
Mecânica dos Solos I Materiais de Construção I
Resistência dos Materiais II Mecânica dos Solos II
Socioeconomia Política do Espaço Lusófono
4º Ano
1º Semestre 2º Semestre
Betão Armado I Betão Armado II
Economia da Construção I Economia da Construção I
Estruturas II Estruturas Metálicas
Hidráulica Sanitária Geologia e Engenharia do Ambiente
Infra-Estruturas Rodoviárias I Infra-Estruturas Rodoviárias II
Materiais de Construção II Projectos Assistidos por computador
Organização e Gestão de Projectos Qualidade da Construção I
5º Ano
1º Semestre 2º Semestre
Betão Armado e Pré-Esforçado Dinâmica e Engenharia Sísmica
Dimensionamento de Estruturas Direito do Urbanismo e da Construção Civil
Planeamento e Gestão da Construção Organização e Gestão de Obras
Qualidade da Construção II Planeamento Regional e Urbano
Soci. Industrial das Org. e do Trabalho Reabilitação e Construção de Edifícios
Tecnologias de Construção I Segurança no trabalho da Construção
Tecnologias de Construção II
Transportes
EFD

Licenciatura em Educação Física e Desporto

Apresentação

A Licenciatura em Educação Física e Desporto pretende formar profissionais habilitados a intervir nas áreas da Educação Física, do Desporto e do Lazer, respondendo às necessidades dos municípios, dos clubes, das associações, dos ginásios e das academias de fitness, de empresas ligadas às actividades físicas, à aventura e à natureza.

Objectivos:

Procura-se proporcionar aos estudantes uma sólida formação global (fundamentos históricos, científicos e pedagógicos), aliada à indispensável aquisição de competências específicas fundamentais ao bom desempenho profissional.

Competências:

Gerais

· Utiliza, adequada e criteriosamente, como meio fundamental de intervenção o exercício físico e o Desporto;

· Utiliza na atividade profissional, de forma integrada, os saberes da sua especialidade no quadro do conhecimento científico, pedagógico e didático;

· Reflete e avalia as suas práticas, apoiando-se no conhecimento adquirido, na experiência e na pesquisa;

· Comunica utilizando as TIC’s.

· Atua no âmbito da sua ação profissional, valorizando as dimensões sociocultural e de cidadania.

Específicas

· Domina, interpreta e executa as matérias que integram os Programas Nacionais de Educação Física;

· Planeia e avalia o ensino e promove aprendizagens no quadro do conhecimento científico e pedagógico da Educação Física e Desporto Escolar;

· Promove o processo de educação da aptidão física e melhoria das capacidades motoras;

· Utiliza linguagens e técnicas de informação, próprios e adequados às diferentes situações;

· Conhece e domina a avaliação, como elemento regulador e promotor da qualidade do ensino e da aprendizagem.

· Utiliza o exercício físico como meio de promoção e conservação da saúde;

· Organiza e prescreve programas de treino, aplicando saberes próprios da sua especialidade e saberes transversais multidisciplinares e interdisciplinares;

· Planeia, gere, avalia e controla programas de exercitação, e melhoria do bem-estar;

· Pratica a avaliação, como elemento regulador e promotor da qualidade da prescrição do exercício e da saúde;

· Dirige e coopera na construção, desenvolvimento e avaliação do projeto do clube, ginásio ou outra entidade empregadora.

· Domina e relaciona os conteúdos de Teoria do Treino e da sua modalidade nos planos histórico, técnico, táctico e organizativo;

· Organiza o processo de treino e prescreve programas de treino, aplicando crítica e adequadamente, saberes próprios da sua especialidade e saberes transversais multidisciplinares e interdisciplinares;- Planeia, gere e controla e avalia o processo de treino e competência;

· Promove o processo de treino e competição;

· Coopera na construção, desenvolvimento e avaliação do projeto desportivo do atleta, clube, Associação ou Federação.

Saídas Profissionais

O licenciado em Educação Física e Desporto pode exercer a sua actividade profissional enquanto treinador desportivo (Clubes, Associações, Federações, escolas, etc.), na prescrição de exercício na área do fitness, desporto aventura, atividades aquáticas, director instalações, gestor de eventos desportivos, quer no âmbito da administração pública ou da iniciativa privada

PLANO DE ESTUDOS

1º Ano
1º Semestre  2º Semestre
Anatomofisiologia I Anatomofisiologia II
Bioquímica Desenvolvimento e Adaptação Motora II
Desenvolvimento e Adaptação Motora I História da Educação Física e Desporto II
Estatística Teoria e Prática dos Desportos II
História da Educação Física e Desporto I Introdução ao Pensamento Contemporâneo
Teoria e Prática dos Desportos I
2º Ano
1º Semestre  2º Semestre
Biomecânica I Biomecânica II
Fisiologia do Esforço I Fisiologia do Esforço II
Introdução à Informática I Introdução à Informática II
Introdução aos Estudos Africanos I Introdução aos Estudos Africanos II
Sociologia do Desporto I Sociologia do Desporto II
Técnicas e Estratégias de Ensino I Técnicas e Estratégias de Ensino II
Teoria e Prática dos Desportos III Teoria e Prática dos Desportos IV
3º Ano
1º Semestre  2º Semestre
Expressão Artística/Dança I Espressão Artística/dança II
Higiene e Traumatologia do Desporto I Higiene e Traumatologia do Desporto II
Pedagogia do Desporto I Pedagogia do Desporto II
Planeamento e Técnicas Avaliação Ed. Física I Planeamento e Técnicas Avaliação Ed. Física II
Psicofisiologia I Psicofisiologia II
Psicologia do Desporto I Psicologia do Desporto II
Teoria e Prática dos Desportos V Socieconomologia do Espaço Lusófono
Teoria e Prática dos Desportos VI
4º Ano
1º Semestre  2º Semestre
Análise e Gestão da Instituição Escolar I Análise e Gestão da Instituição Escolar II
Animação Desportiva, Lazer e Recreação I Animação Desportiva, Lazer e Recreação II
Educação Especial I Educação Especial II
Epistemologia da Motricidade Humana I Epistemologia da Motricidade Humana II
Org. e Desenvolvimento do Desporto I Org. e Desenvolvimento do Desporto II
Saúde e Condição Física I Saúde e Condição Física II
Teoria e Metodologia do Treino I Teoria e Metodologia do Treino II
Seminário
EFM

Licenciatura em Enfermagem

Apresentação

A Licenciatura em Enfermagem visa conferir uma formação científica, técnica, humana e cultural de excelência, no âmbito da prestação, da gestão e da investigação em cuidados de enfermagem à pessoa, família, grupo e comunidade, no decurso do seu ciclo vital, atendendo aos diferentes níveis de prevenção.

Objetivos

A Licenciatura em Enfermagem tem como missão “assegurar a formação científica, técnica, humana e cultural para a prestação e gestão de cuidados de enfermagem gerais à pessoa ao longo do ciclo vital, à família, grupos e comunidade, nos diferentes níveis de prevenção”.

As diferentes disciplinas gerais e específicas, fundamentais ao entendimento e integração da globalidade da Licenciatura em Enfermagem, encontram-se distribuídas ao longo dos oito semestres lectivos fornecendo aos alunos um conjunto de competências instrumentais, sistémicas e interpessoais, necessárias ao exercício da profissão.

 

Competências

O licenciado em enfermagem tem  competências instrumentais, sistémicas e interpessoais que se podem esquematizar da seguinte forma:

  • Transmitir conhecimentos científicos e técnicos que permitam planear acções de educação para a saúde possibilitando ao indivíduo/família a adopção de estratégias adequadas ao seu problema; prestar cuidados de enfermagem ao cliente/família, em diversos contextos, numa perspectiva holística, segundo o ciclo de vida em que se encontra;
  • Desenvolver competências para participar na gestão dos serviços, controlo e garantia da qualidade nos cuidados de enfermagem, sabendo avaliar os resultados dos indicadores de saúde e determinar as soluções possíveis;
  • Criar competências comunicacionais, de forma a desenvolver relações terapêuticas com o cliente/família, em relação com o ambiente e em contexto comunitário; comunicar com consistência a informação relevante; comunicar eficazmente na equipa multidisciplinar.

Saídas Profissionais

terão a possibilidade de exercer as suas funções em meio hospitalar, público ou privado, em diferentes serviços, na área da saúde pública e ainda em diferentes organizações no âmbito da enfermagem do trabalho.

Os futuros profissionais em Enfermagem exercem atividade profissional liberal ou em instituições públicas ou privadas, nomeadamente:

  • Hospitais gerais; hospitais especializados (pediatria, psiquiatria, medicina física e reabilitação, maternidades, etc);
  • Centros de saúde;
  • Casas de repouso;
  • Creches, jardins-de-infância e escolas;
  • Centros de idosos;
  • Clínicas médicas e de enfermagem;
  • Núcleos e organizações desportivas.

PLANO DE ESTUDOS

1º Ano
1º Semestre 2º Semestre
Anatomia Humana I Anatomia Humana II
Biologia Celular Bioquímica Geral
Fisiologia Humana I Fisiologia Humana II
Biomatemática Fundamentos de Enfermagem II
Fundamentos de Enfermagem I Int. à História da Saúde e da Cultura Contemporâneas
Informática I Fundamentos de Física e Química
Introdução à profissão (Ética e Deontologia) Psicologia à Saúde
2º Ano
3º Semestre 4º Semestre
Enfermagem de Saúde Mental e Psiquiátrica Enfermagem do Adulto
Intervenções e Procedimentos em Enfermagem Enfermagem do Idoso
Terapêutica Farmacológica UFC III – Enfermagem do Adulto e do Idoso
Microbiologia Geral
Fisiopatologia e Patologia Geral
UFC II – Enfermagem da Saúde Mental e Psiquiátrica
3º Ano
5º Semestre 6º Semestre
Enfermagem da Mulher Enfermagem da Família e da Comunidade
Enfermagem da Criança e do Jovem Antropologia/Sociologia
UFC IV – Enfermagem da Mulher da Criança e do Jovem Informática II
Enfermagem em Cuidados Continuados
UFC V – Enfermagem Comunitária
4º Ano
7º Semestre 8º Semestre
Enfermagem na Pessoa em Situação Crítica Qualidade em Saúde
Inglês I Inglês II
Andragogia em Enfermagem Sociologia da Saúde
Gestão em Enfermagem UFC VII – Prática Clínica e Integração à Vida Profissional
UFC VI – Enfermagem na Pessoa em Situação Crítica
EIF

Licenciatura em Engenharia Informática

Apresentação

A Licenciatura em Engenharia Informática forma profissionais capazes de responder com agilidade aos desafios organizacionais em que a tecnologia possa valorizar as componentes do conhecimento e da inovação, não se limitando a uma intervenção ao nível da eficiência e informatização dos processos. A área científica predominante é a das Ciências e Tecnologias de Informação.

Objetivos

A licenciatura em Engenharia Informática visa formar profissionais aptos a assumirem posições de liderança em projetos de engenharia, integrarem equipas envolvidas em atividades inovadoras de base tecnológica e promoverem investigação socialmente válida e inovadora, assim respondendo aos enormes desafios de imaginação, criatividade e inovação tecnológica impostos pela sociedade e pelo mercado de emprego.

O curso oferece uma formação de base em domínios científicos gerais na área científica da Engenharia Informática. Os licenciados adquirem uma formação sólida que os habilita a fazer face a um ambiente profissional competitivo e dinâmico. A formação assenta numa forte componente teórica e experimental que garante as capacidades para lidar com os desafios da Engenharia Informática, e em simultâneo responder aos desafios da gestão empresarial.

 

Competências

Os licenciados em engenharia informáticas tem as seguintes competências:

  • Capacidade para conceber, desenhar, desenvolver, operar e gerir sistemas informáticos e suas componentes: sistemas operativos, sistemas de informação, sistemas inteligentes e redes de computadores, assim como à compreensão e resolução dos problemas associados;
  • Capacidade para desenvolver e aplicar soluções de engenharia de software, multimédia, computação gráfica, segurança informática, interação pessoa-máquina e robótica em todos os domínios da atividade económica e social.

Saídas Profissionais

A Licenciatura em Engenharia Informática pretende produzir um perfil profissional do engenheiro de software – com sólida formação na área das tecnologias de informação – caracterizado por uma capacidade mais abrangente de compreensão e concepção de grandes projetos de engenharia informática, por liderar equipas de desenvolvimento de projetos em informática e gerir e manter sistemas de informação. Por isso, o licenciado em Engenharia Informática está apto a:

  • exercer a sua atividade quer em empresas vocacionadas para o desenvolvimento e comercialização de soluções baseadas em informática quer em instituições ligadas ao setor público estatal ou privado, em particular na área dos serviços;
  • chefiar equipas informáticas em grandes empresas dos setores comerciais, industriais ou dos serviços;
  • Exercer a sua actividade em empresas de:
    • Consultoria;
    • área financeira e serviços;
    • desenvolvimento de software e/ou conteúdos;
  • Exercer a sua actividade na administração pública central e local.

PLANO DE ESTUDOS

1º Ano
1º Semestre 2º Semestre
Matemática I Matemática II
Matemática Discreta Arquitetura dos Computadores
Introdução à Programação Estrutura de Dados e Algoritmos I
Técnicas de Comunicação Psicossociologia das Organizações
Introdução ao Pensamento Contemporâneo Introdução às Ciências Sociais
2º Ano
3º Semestre 4º Semestre
Matemática III Matemática IV
Análise Exploratória de Dados Redes de Computadores
Estrutura de Dados e Algoritmos II Linguagens de Programação II
Linguagens de Programação I Programação de Sistemas
Instrumentos Básicos de Gestão Contabilidade
Bases de Dados Introdução aos Estudos Africanos II
Introdução aos Estudos Africanos I
3º Ano
5º Semestre 6º Semestre
Sistemas Digitais Socioeconomologia Política do Espaço Lusófono
Física Programação com Objetos
Tipos Abstractos de Informação Inteligência Artificial I
Teoria da Computação Arquitetura de Sistemas Computacionais
Programação em Lógica Opção *
Opção *
4º Ano – Ramo de Sistemas
7º Semestre 8º Semestre
Engenharia de Programação Ambiente de Desenvolvimento
Inteligência Artificial II Opção SIS 3
Computação Gráfica Opção SIS 4
Investigação Operacional Opção SIS 5
4º Ano – Ramo de Informática de Gestão
7º Semestre 8º Semestre
Auditoria Informática Gestão de Recursos Informáticos
Concepção de Sistemas de Informação Opção GES 3
Inteligência Artificial II Opção GES 4
Investigação Operacional Opção GES 5
FMC

Licenciatura em Farmácia

Apresentação

A licenciatura em Farmácia assenta na formação de farmacêuticos generalistas, qualificados para o exercício das Ciências Farmacêuticas, através de uma perspectiva humanística, crítica e reflexiva. Esses profissionais deverão ser capazes de reconhecer e intervir sobre os problemas/situações associadas às análises clínicas, aos alimentos e aos medicamentos, sendo capacitados a atuar com senso de responsabilidade social e compromisso com a cidadania, agindo como promotores da saúde.

Objetivos

A licenciatura em Farmácia visa formar profissionais que serão absolutamente essenciais no circuito de assistência (na saúde e na doença) às populações, tendo em consideração a abrangência sócio-geográfica dos serviços de natureza farmacêutica a nível de todo o território nacional. O Técnico de Farmácia intervém ao nível da produção e distribuição de medicamentos e outros produtos de saúde segundo fórmulas galénicas e prescrição médica ou venda de medicamentos não sujeitos a receita médica sendo a sua principal área de intervenção a terapêutica, apesar disso, podem também intervir na prevenção e promoção da saúde, na investigação, no ensino e na gestão.

Competências

É objetivo da licenciatura de Farmácia preparar técnicos que respondam qualificadamente, às necessidades das estruturas prestadoras de serviços de saúde em geral, designadamente que sejam capazes de:

  • Intervir nas diferentes etapas do circuito do medicamento, desde a produção, aquisição e distribuição de medicamentos, passando pela gestão, controlo de qualidade e marketing, actuando autonomamente conforme a legislação que regulamenta a profissão;
  • Participar em acções de informação/formação junto do utente, de outros técnicos de saúde e da comunidade em geral;
  • Exercer a sua actividade profissional no circuito do medicamento, concretamente em estabelecimentos de saúde, como farmácias comunitárias e hospitalares;
  • Exercer a sua actividade profissional em outras instituições de produção/comercialização de medicamentos e de prestação de cuidados de saúde podem também acolher técnicos para o desempenho das suas funções.

Saídas Profissionais

Os futuros profissionais terão a possibilidade de exercer as suas funções em:

  • Farmácia hospitalar;
  • Farmácia comunitária;
  • Responsáveis Técnicos dos locais de venda
  • Indústria Farmacêutica, em diversas vertentes, nomeadamente produção e controlo de qualidade de medicamentos;
  • Indústria Alimentar e Indústria Química.

PLANO DE ESTUDOS

1º Ano
1º Semestre 2º Semestre
Anatomia Funcional e Histologia Elementar Biomatemática e Estatística
Biologia Celular I Biologia Celular II
Farmácia Galénica Introdução à História da Saúde e Cultura Contemporânea
Matemática Bioquímica Geral
Física e Elementos de Biofísica Tecnologia Farmacêutica I
Introdução à Profissão Fundamentos de Química Analítica
Técnicas de Laboratório Informática
2º Ano
3º Semestre 4º Semestre
Fisiologia Humana Farmacognosia
Métodos Analíticos I Farmacologia Geral
Saúde Pública Métodos Analíticos II
Boas Práticas de Produção e Laboração Biofarmácia
Microbiologia Geral Biologia Molecular e Biotecnologia Farmacêutica
Sociologia da Saúde Dispositivos Médicos e Outro Material Médico-Farmacêutico
Tecnologia Farmacêutica II Ética, Deontologia e Legislação
3º Ano
5º Semestre 6º Semestre
Boas Práticas Farmácia Hospitalar Estágio I
Farmacocinética Nutrição Artificial
Farmacoterapia Hospitalar
Fisiopatologia
Prática Farmacêutica
Técnicas de Assepsia
4º Ano
7º Semestre 8º Semestre
Farmacoterapia Estágio II
Procedimentos Práticos em Cosmética e Estética Investigação Aplicada
Medicamentos à Base de Plantas Gestão de Stocks
Meios Avançados em Tecnologia Farmacêutica
Psicologia da Comunicação em Saúde
Toxicologia Farmacêutica
PSI

Licenciatura em Psicologia

Apresentação

A Licenciatura em Psicologia forma profissionais capazes de compreenderem o comportamento humano, ao desenvolver competências gerais em Psicologia e conhecimentos teóricos e metodológicos básicos nas várias áreas desta disciplina.

Objetivos

A licenciatura em Psicologia pretende proporcionar uma base sólida de conhecimentos e competências no domínio desta área científica numa perspetiva interdisciplinaridade com outras domínios das ciências naturais, exatas e sociais, bem como uma sólida preparação teórica e em investigação laboratorial e de campo. Nessa medida, tem como objectivo geral proporcionar conhecimentos, aptidões e competências, ao nível teórico e metodológico básicos, nas várias áreas da Psicologia dotando os alunos de conhecimentos dos modelos teóricos básicos assim como dos modelos técnicos de aptidão científico-pedagógica para o exercício da lecionação da cadeira de Psicologia.

Competências

O profissional de Psicologia tem de possuir, o domínio científico, em áreas aplicadas ou de investigação e conseguir:

  • Descrever, diferenciar e integrar os principais conceitos, teorias, abordagens e contextos de aplicação no domínio da Psicologia;
  • Aplicar os conhecimentos, aptidões e competências básicos a diferentes contextos, através da construção de uma argumentação baseada em modelos teóricos e empíricos;
  • Identificar os principais instrumentos de recolha de informação em Psicologia e interpretar os seus resultados;
  • Apresentar e divulgar informação precisa e resultados de estudos e intervenções Psicológicas;
  • Pesquisar e estruturar com elevado grau de autonomia, o conhecimento científico produzido na Psicologia sobre um tema.

Saídas Profissionais

A conclusão da licenciatura em Psicologia permite aos alunos;

  • ingressar no mercado de trabalho em funções que exijam as competências gerais obtidas a este nível;
  • docência.

PLANO DE ESTUDOS

1º Ano
1º Semestre 2º Semestre
Biologia Anatomia
História e Sistemas da Psicologia Antropologia
Introdução à Psicologia Aplicações Informáticas em Psicologia
Introdução ao Pensamento Contemporâneo Epistemologia
Língua Portuguesa I Estatística I
Matemática das Ciências Humanas Língua Portuguesa II
2º Ano
1º Semestre 2º Semestre
Etologia Língua portuguesa IV
Psicologia Geral Neurociências
Processos Biológicos da Mente e do Comportamento Processos Biológicos Básicos: Atenção e Memória
Psicologia das Emoções e da Motivação Psicologia do Desenvolvimento
Psicologia Evolutiva Psicologia do Género e da Sexualidade
Língua portuguesa III Psicologia Social
3º Ano
1º Semestre 2º Semestre
Avaliação da Personalidade Avaliação Psicológica – métodos qualitativos
Criatividade e Dinâmicas de Grupo Avaliação Psicológica – métodos quantitativos
Língua portuguesa V Genética Comportamental
Psicologia da Aprendizagem Língua portuguesa VI
Psicologia Educacional Psicologia da Linguagem
Teorias da Personalidade Psicopatologia
TRONCO COMUM
1º Semestre 2º Semestre
Metododologias de Investigação Científica Psicopatologia da Criança e do Adolescente
Relações Intergrupais
RAMO DE PSICOLOGIA EDUCACIONAL
Avaliação e Aprendizagem Intervenção Educativa e Necessidades Especiais de Educação
Desenvolvimento e Orientação Vocacional Intervenção Precoce
Intervenção Socio-Educativa e Comunitária Problemática do Comportamento em Contextro Educativo
Modelos de Avaliação e Intervenção em Reabilitação e Inserção Social Teorias e Modelos de Reabilitação e Inserção Social
Psicologia e Psicopatologia dos Comportamentos Violentos
RAMO DE PSICOLOGIA CLÍNICA
Avaliação em Psicologia Clínica: Métodos, Objectivos, Projectivos e Intersubjectivos Avaliação em Psicologia Clínica: Estudo de Caso
Estudos de Casos Clínicos numa Perspectiva Psicanalítica Desenvolvimento Sócio Emocional na Criança e no Adolescente
Intervenção em Psicologia Clinica I Intervenção em Psicologia Clinica II
Modelos de Avaliação e Intervenção numa Perpectiva Psicanalítica Psicopatologia do Adulto
Teoria e Clínica Psicanalítica Teoria e Técnica de Aconselhamento

NOTÍCIAS

Presente

RECEPÇÃO DE SUA EXCELÊNCIA O SENHOR PRESIDENTE DA REPÚBLICA DE ANGOLA AO GRUPO LUSÓFONA – ISUPE EKUIKUI II, AQUANDO DA VISITA A PORTUGAL

RECEPÇÃO DE SUA EXCELÊNCIA O SENHOR SECRETÁRIO DE ESTADO DO ENSINO SUPERIOR AO DR. CARLOS BRITO, ADMINISTRADOR-EXECUTIVO

VISITA ALUNOS LICEU CATÓLICO SÃO DOMINGOS (CEPUC) AO ISUPE – EKUIKUI II

FINAL CAMPEONATO FUTSAL-ISUPE-Ekuikui II INTER-TURMAS (PROMOÇÃO ASSOCIAÇÃO ACADÉMICA)

PASSADO

SESSÃO SOLENE ENTREGA DIPLOMAS LICENCIADOS – 2017

Grupo Lusófona

Portugal

ENSINO SUPERIOR

ULHT

Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias

Campo Grande, 376,
1749-024 Lisboa
Tel.: + 351 217 515 500
Fax.: + 351 217 577 006
Telemóveis: + 351 969 281 547 / + 351 969 281 567 / + 351 969 281 570

EMAIL  info@ulusofona.pt

SITE www.ulusofona.pt

ULP

Universidade Lusófona do Porto

Rua Augusto Rosa, nº 24,
4000-098 Porto
Tel.: 222 073 230
Fax.: 222 026 939

EMAIL  info@ulp.pt

SITE www.ulp.pt

ERISA

Escola Superior de Saúde Ribeiro Sanches

Rua Fernando Palha, 69
1900 – 693 Lisboa

PORTUGAL
Tel.: + 351 218 621 060
Fax:  + 351 218 621 061

EMAIL  info@erisa.pt

SITE www.erisa.pt

ISG

Escola de Gestão

Av. Marechal Craveiro Lopes, n.º2 A
1700-284 Lisboa

PORTUGAL
Tel.: + 351 21 751 37 00
Fax: + 351 21 757 39 66

EMAIL  info@isg.pt

SITE www.isg.pt

ISCAD

Instituto Superior de Ciências da Administração

Rua de S. Paulo, nº 89
1200-427 Lisboa

PORTUGAL
Tel.: + 351 213 261 440 / + 351 213 261 440
Fax.: + 351 213 261 447

EMAIL  info@iscad.pt

SITE www.iscad.pt

ESEAG

Escola Superior de Educação Almeida Garrett

Rua de S. Paulo, nº 89
1200-427 Lisboa
Tel.: 213 261 440 / 213 261 440
Fax.: 213 261 447

EMAIL  info@eseag.pt

SITE www.eseag.pt

ISMAT

Instituto Superior Manuel Teixeira Gomes

Av. Miguel Bombarda, nº15
8500 – 508 Portimão
Telefone: 282 450 430 / 282 450 430
Fax: 282 450 439

EMAIL  info@ismat.pt

SITE www.ismat.pt

ISPO

Instituto Politécnico do Oeste

Praceta Prof. José Carvalho Mesquita, Lt.19-2º – Urbanização da Conquinha
2560 Torres Vedras
Tel.: 261 316 104 / 261 316 104
Fax: 261 314 084

EMAIL  info@ispo.pt

SITE www.ispo.pt

INP

Instituto Superior de Novas Profissões

Campo Grande, 376
1749-024 Lisboa
Tel.: 217 515 500
Fax.: 217 577 006

EMAIL  info@inp.pt

SITE www.inp.pt

ISDOM

Instituto Superior Dom Dinis

Instituto Superior Dom Dinis
2430 – 211 Marinha Grande
Tel.: 244 503 800 / 244 503 800
Fax: 244 503 840

EMAIL  info@isdom.pt

SITE www.isdom.pt

ISLA – Santarém

Instituto Superior de Gestão e Administração de Santarém

Largo Cândido dos Reis
(Edifício do antigo Hospital)
Santarém – Portugal – 2000-241
Telefone: 243 305 880 / 243 305 880
Fax.: 243 114 025

EMAIL  info.santarem@unisla.pt

SITE www.islasantarem.pt

ISLA – Leiria

Instituto Superior de Gestão e Administração

Rua da Cooperativa – S. Romão
Leiria – Portugal – 2414-017 L
Telefone: 244 820 650 / 244 820 650
Fax.: 244 813 021

Email: info.leiria@unisla.pt

SITE: www.islaleiria.pt

ISLA – Gaia

Instituto Politécnico de Gestão e Tecnologia

Rua Cabo Borges, 55
Vila Nova de Gaia – Portugal – 4430-646
Tel.: 223 772 980 / 223 772 980
Tel.: 223 772 980 / 223 772 980

Email: info.gaia@unisla.pt

SITE: www.islagaia.pt

Ensino não Superior

RCP

Real Colégio de Portugal

Rua Direita ao Paço do Lumiar, nº 9
1600-455 Lisboa
Tel.: 217 571 957
Fax.: 217 571 957

Email: informações@realcolegio.pt

SITE: www.realcolegio.pt

CA

Colégio de Alfragide

Rua Ribeiro de Vasconcelos, Alfragide
2720-506 Amadora
Tel.: 214 715 795
Fax.: 214 714 961

EMAIL: ext-alfragide@mail.telepac.pt

SITE: www.colegioalfragide.grupolusofona.pt

EAC

Externato Álvares Cabral

Estrada Benfica 628
1500-108 Lisboa
Tel.: 217 609 287/88 – 218 168 095/96
Fax.: 217 606 975

Email: extrenatoalvarescabral@sapo.pt

SITE: www.externatoalvarescabral.pt

ECL

Escola de Comércio de Lisboa

Rua Vice-Almirante Augusto Castro Guedes, 51
1800-341 Lisboa
Tel.: 218 540 240
Fax.: 218 534 843

Email: geral@escolacomerciolisboa.pt

SITE: www.escolacomerciolisboa.pt

ECP

Escola de Comércio do Porto

Rua do Rosário, 174-176
1800-341 Porto
Tel.: 222 071 530
Fax.: 222 087 293

Email:  luisapinto.ecp@mail.telepac.pt

SITE:  www.ecpescolacomercioporto.pt

EMP

Externato Marquês de Pombal

Rua Morais Soares, 93
1900-342 Lisboa
Tel.: 218 168 080/81/2
Fax.: 217 606 975

Email: ext.maquespombal@mail.telepac.pt

SITE: www.externatomarquespombal.pt

EPET

Escola Profissional de Estudos Técnicos

Estrada de Benfica, 628
(junto à Igreja de Benfica)
Tel.: 213 110 991/92

Email: informacoes@epet.pt

SITE: www.epet.pt

INAE

Instituto de Aprendizagem e Ensino

Estrada de Benfica, 628
1500 – 108 Lisboa
Tel.: 21 764 76 06

Email: inaegeral@gmail.com

SITE: www.inae.pt

INETE

Instituto de Educação Técnica

Travessa da Escola Araújo nº15
1150-141 Lisboa
Tel.: 213 110 991/92

Email: rumo@inete.pt

SITE: www.inete.pt

Internacional

ULCV

Universidade Lusófona de Cabo Verde

Chã de Cricket, Ex-Zona Militar,
Mindelo, Cabo Verde
Telef.: 00238 2315015

Email: info@ulusofona.edu.cv

SITE: www.ulusofona.edu.cv

IEG

Instituto de Educação em Gestão Maputo

Av. Mao Tse Tung nº 1137 a 1159
Telef.: 823 014 919 / 846 596 272 / 214 304 66

Email: ieg.sdg@gmail.com

SITE: www.ieg.co.mz/

ULG

Universidade Lusófona da Guiné

FAP

Faculdade Paraíso

Rua Visconde de Itaúna
2671 – Paraíso – São Gonçalo – RJ
Fone:(21) 2604-5666

EMAIL: informacoes@faculdadeparaiso.edu.br

SITE: www.faculdadeparaiso.edu.br

FMS

Faculdade Mário Schenberg

Estrada Municipal do Espigão, 1413
Km 21 Raposo Tavares – Granja Viana –
Cotia – São Paulo
Fone: 4613-6200

EMAIL: informacoes@fms.edu.br

SITE: www.fms.edu.br

CMS

Colégio Mário Schenberg Brasil

Estrada Municipal do Espigão, 1413
Km 21 Raposo Tavares
Granja Viana – Cotia – São Paulo
Fone: 4613-6200

Email: informacoes@marioschenberg.com.br

SITE: www.marioschenberg.com.br

Contactos

ISUPE - Instituto Superior Politécnico de Humanidades e Tecnologias - Ekuikui II

Av. Rei Ngeleo (rua do Hospital Central)
Bairro de Fátima
Huambo, Angola

(+244) 937 635 968

(+244) 926 808 946 (WhatsApp)

isupe.ekuikui2.sacademicos@gmail.com

Localização

Pedido de Informação

© Copyright - ISUPE - Ekuikui II